Mesmo com a crise padaria se mantém e aumenta faturamento

Image result for padaria

Uma das principais qualidades de uma empresa é se manter de pé diante de uma crise econômica, no entanto, nem sempre é possível continuar com uma empresa diante de diferentes fatores internos e externos que podem comprometer o bom andamento do negócio, apesar de ser difícil, algumas empresas conseguem atravessar anos e permanecer exercendo sua atividade, uma dessas empresas é a padaria Bologna que tem mais de 92 anos de atividade e ainda sabe se reinventar ao longo do tempo e enfrentar de frente a crise.

A padaria Bologna iniciou suas atividades em 1925 e está em sua 4° geração de donos. Com o passar do tempo o estabelecimento soube sobreviver às crises econômicas e ainda conservou o tradicionalismo ao mesmo tempo que se renovou. Várias maneiras de alcançar os resultados esperados foram utilizadas para garantir uma clientela que varia de 900 a 1.200 clientes por mês.

Continuar com a padaria nem sempre foi fácil, nos tempos de vacas magras a empresa quase fecha as portas. Conforme relata o empreendedor Wagner Ferreira: “Assumimos sabendo que daqui a seis meses, o Bologna teria de ser fechado. Já estava há mais de 40 anos sem fazer nenhum tipo de reforma, e com um projeto descolado da atualidade”.

Juntamente com sua esposa Gleusa Ferreira, Wagner assumiu a padaria no ano de 2012 em um momento complicado, mas com boas práticas em seu negócio o casal conseguiu não apenas sobreviver à crise mas também elevar o faturamento da empresa.

Quem começou o empreendimento na padaria que inicialmente se localizava no bairro do Brás foi Antonio Trombetti, após se localizar no Anhangabaú o negócio foi a para a rua Augusta em 1959, onde permanece atualmente. O lugar passou a ser também uma rotisseria, que é um lugar que prepara comida para a viagem.

Quando Gleusa e Wagner Ferreira assumiram a padaria, eles contam que investiram tempo para analisar como administrariam o negócio, de acordo com Gleusa: “A gente se preocupou muito, quando comprou, de entender a tradição. Vimos a produção e fizemos fichas de passo a passo. Além disso, mantivemos a equipe. Essa equipe ensina os que acabaram de chegar, contratados por conta da nossa expansão. Assim, a tradição passa de geração em geração”.

O segundo passo para alavancar o empreendimento foi investir em uma reforma no valor de 2 milhões de reais, de acordo com o proprietário essa decisão foi fundamental para o negócio que depois viria a enfrentar a crise econômica, segundo Wagner: “Só estamos financeiramente sadios porque entramos na crise com a casa já arrumada. Aqueles que já entraram desorganizados, devendo para o banco, acabaram não sobrevivendo”. Com diversas estratégias para inovar no negócio, hoje o Bologna recebe propostas para abrir filiais em shoppings mas ainda não cogita possuir nenhuma unidade em outra região.