Desperdício de alimentos pode ser transformado em negócio, diz Sebrae

Resultado de imagem para Desperdício de alimentos pode ser transformado em negócio, diz Sebrae

Um evento realizado pelo Sebrae entre os dias 26 e 28 de outubro de 2017, tratou do tema gastronomia sustentável, mostrando para o público presente a importância de aproveitar os alimentos na cozinha e reduzir o desperdício. O Semana Mesa SP, realizado no Memorial América Latina, localizado em São Paulo, contou com a participação de Fernanda Luvezuto, personal chef, e com a presença de Mariana Pelozio, finalista do reality show Hell’s Kitchen – Cozinha Sob Pressão (SBT).

As convidadas para o evento deram dicas e ensinaram o público a preparar vários pratos, onde foram utilizados somente ingredientes encontrados no Brasil. Elas também ensinaram a como empratar e a técnica de food design, técnica que tem como objetivo buscar a parte estética do prato.

O objetivo principal do Sebrae é mostrar para os pequenos empreendedores as oportunidades de negócios voltados para a área de alimentação junto a questão do desperdício de alimentos. A valorização da agricultura, a conservação de toda a rica biodiversidade brasileira, o estímulo à pecuária e ao maior consumo de alimentos orgânicos, fizeram parte da proposta do Sebrae.

Segundo Vinicius Lages, diretor de Administração e Finanças do Sebrae, o desperdício constatado na cozinha pode ser evitado quando a conscientização para esse fato é abordada. “O descarte de sementes, cascas, entrecascas, folhas e talos dos alimentos deve ser evitado. Com criatividade e originalidade, esses ingredientes podem ter aproveitamento total no preparo de pratos e até ser o elemento diferencial no negócio”.

“O aproveitamento integral de alimentos contribui não só para o enriquecimento nutricional da dieta diária das pessoas e para a redução do detrito orgânico, como também proporciona uma maior variedade nas preparações dos pratos e economia no orçamento familiar, além de colaborar para preservação do planeta”, diz a gerente de Atendimento Setorial Comércio e Serviços (UASCS), Ana Clévia Guerreiro.

O descarte de alimentos no Brasil chega a 40 mil toneladas diárias, segundo dados da Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, se essa quantidade de alimento fosse melhor direcionada, 19 milhões de brasileiros poderiam ser beneficiados com esse suprimento, o equivalente a 9,15% de toda a população do Brasil.